My 1st Way

Google

Google – uma ferramenta que hoje, a grande maioria das pessoas que utilizam a Internet diariamente, não conseguem mais viver sem. Em pouco tempo, a Google cresceu rapidamente e conquistou um consolidado espaço na rede. Isso porque a Google cria e aperfeiçoa suas ferramentas constantemente, trazendo inúmeras inovações com um simples clique do mouse. Mas, por trás dessas ferramentas, há uma gigantesca estrutura organizacional para dar conta de seus produtos.

Google Mapas

Há algum tempo atrás, a Google lançou seu sistema de Mapas e posteriormente o conhecido software Google Earth, mas, só há alguns meses que descobri, no próprio site da Google, a ferramenta de mapas que permite a visualização de ruas e lugares em 360º. Fiquei impressionado com a proposta e também muito feliz por poder conhecer de maneira tão interativa, via web, a cidade de Londres. Passear pelas ruas e ver as construções, monumentos e cartões postais da cidade de um ângulo de visão como se estivesse lá, foi uma experiência que aumentou ainda mais a minha ansiedade para conhecer a terra do chá das cinco.

Google Mapas - visão 360º

Confesso que fiquei horas e horas passeando por diversas ruas, tentando imaginar o tempo gasto, sem observar que até isso a Google calcula, tanto para trajeto a pé quanto de carro. Além disso, o próprio site permite que você trace um roteiro, ou que você aceite algumas sugestões em que você fará o trajeto da maneira mais rápida.

Uma das preocupações de qualquer pessoa que queira viajar não apenas para Londres, mas para qualquer outra grande cidade, é se hospedar em um lugar próximo de pontos turísticos, afinal ninguém quer perder tempo em transportes e locomoção quando se vai ficar tão pouco tempo viajando.

Rede de Albergues

Em minhas pesquisas para Hostels (que ainda darão muitos posts nesse blog), me interessei pela rede de Hostels YHA, em especial a unidade YHA St Pancra’s (Adress: 79-81 Euston Road, London, NW1 2QE), que fica, segundo os cálculos do Google Mapas, a cerca de 55 minutos a pé do principal cartão postal londrino: o Big Ben em Westiminster.
Supondo que eu fique nesse albergue, tracei uma rota que, de acordo com o Google, não é a mais rápida, mas na minha opinião, é a mais fácil e passa por alguns lugares que gostaria de conhecer.

O ponto A é a localização do Hostel YHA St Pancra’s e o ponto B é a ponte de Londres em frente ao Parlamento Inglês.

MapaNão sou uma pessoa que tem preguiça de andar, e estando em Londres, prefiro muito mais andar a pé para apreciar tudo o que eu encontrar ao deter meus olhos nos ingleses dentro do metrô. Isso não quer dizer que dispenso qualquer serviço de transporte, mas caminhar e desfrutar de tão bela cidade será um prazer e não um esforço.
Mesmo tendo apresentado o roteiro no mapa acima, em breve vou postar fotos do próprio Google Mapas do que vou encontrar nesse caminho.

Enfim, acredito que o Google será um dos meus professores para entender Londres antes de chegar lá. O trajeto acima já fiz tantas vezes (via web), que acredito e espero não ter problemas por lá. Portanto, enquanto o tão esperado dia não chega, me resta apenas apreciar Londres pela internet e agradecer a Google por trazer, um pouco mais perto de mim, um mundo que existe e que em breve irei conhecer.

Publicado em Londres, Planos, Roteiros, Trajetos | Deixe um comentário

Cash

Libras Esterlinas (Pounds)

Londres apesar de fazer parte da união europeia adota como moeda principal a Libra Esterlina (£), conhecida por lá como “Pound Sterling”. Então, o primeiro passo para viajar rumo a terra da rainha é entender que, para os Ingleses, a maioria das coisas não são caras, mas isso porque eles recebem em Libras, o que não é meu caso. Apenas para dimensionar, £1 hoje é equivalente a R$ 2,59. Pois é, já vi que vou precisar juntar um bom dinheiro, e quando converter, ele vai murchar…A moeda britânica é super valorizada, mais que o Dólar (US$) ou o Euro (€), sendo US$1 = R$ 1,79 e €1 = R$ 2,22.

As moedas (nossos centavos) são chamados de “Pence”. Assim como o Real, é necessário 100 pence para se obter 1 Libra (no singular, se usa “Penny” – Centavo).
Compreendido apenas parte do câmbio necessário para se viajar, o próximo passo, que inicia uma longa caminhada, é guardar o nosso Real que ao menos é mais valorizado do que a moeda dos nosso vizinhos Argentinos – R$1,00 = ARS 2,17 (Pesos Argentinos).

Portanto, posso também parar de chorar e agradecer ao FHC seu Plano Real… Imagina o tempo para juntar dinheiro na Argentina rumo a Inglaterra?

Cartão Poupança

Confesso que nunca fui de economizar, fazer poupança, etc. Mas também não sou de gastar com coisas supérfluas sempre (às vezes o ego solicita), porém, não há outra maneira, a partir de agora poupar é meu objetivo principal.Para isso, fiz algo que há tempo vinha ensaiando: abrir minha conta poupança. Apesar de já possuir uma em um outro banco, optei pelo Bradesco por ter uma agência perto do meu trabalho. Mas também, pode parecer bobo, abri de propósito essa conta como um marco ruma a minha viagem. Como disse a minha mãe: “Esse cartão não é só mais um tijolo no alicerce do meu sonho, mas também a prova de que eu realmente vou!” -Lógico que ela riu, eu também né, mas ela me compreende porque sabe que quando coloco algo na minha cabeça, dificilmente desistirei sem conseguir!
Sei que no final vai valer a pena cada centavo poupado, e que até lá, muita coisa pode acontecer… Mas vou trabalhar muito e não vou desistir!

Publicado em Dinheiro, Planos, Poupança | Deixe um comentário

Here Comes The Sun

Londres

Tenho certeza que será estranho e cômico ler esses posts que, a princípio, criei apenas para eu ler, após realizar um dos meus sonhos. Londres – cidade que me encanta, que me fascina, que me faz sonhar…
O lance é o seguinte: sabe quando você enfia algo na sua cabeça e não consegue de maneira alguma desviar sua atenção disso? Você pensa tanto nisso que quer que aconteça, custe o que custar, o quanto antes? Pois é, esses tempos atrás comecei com isso… Preciso viajar, preciso respirar novos ares, preciso conhecer um lugar que para muitos é comum, mas para mim é mágico!
Mas há ainda uma longa caminhada até essa realização, e até lá, o que fazer? Pronto! Eis que me vem em mente a idéia de criar um blog. Mas, um blog para que? para quem? porque? Bom, não sei dizer ao certo para quem, mas como dito acima, a princípio, ao menos para mim. Será legal ter seguidores, mas não serei mais um daqueles “blogmaníacos” que buscam incessantemente inúmeros comentários em seus blogs. Para que? Quero apenas externar o que penso, o que sinto, o que quero, o que planejo, etc. Mas, se você estiver lendo esse post, ou outros aqui do meu blog, agradeço a sua presença.

Porque? Simplesmente quero daqui 1 anos e alguns meses quando, e se Deus quiser, retornar de Londres, ver tudo o que pensei desde o dia em que enfiei na minha cabeça que esse seria meu próximo grande objetivo, até os dias que seguirão após essa grande e futura experiência.

Região de Westminster

Tenho certeza que esse meu sonho não é único. Outras pessoas provavelmente tem sonhos iguais ao meu e talvez, com o tempo, esse blog se torne útil de alguma maneira. Útil porque hoje faço planos iniciais, com milhares de dúvidas que tento buscar respostas e que irei partilhar aqui. Útil porque será uma maneira diferente de publicar, ao meu modo, toda a preparação para uma viagem dessa. O legal também, é que assumo, não sou uma pessoa de posses, e por isso, guardar dinheiro também será um dos meus desafios.
Enfim, o que quero, mesmo que ninguém leia meu blog, é registrar essa experiência que hoje, com esse blog, acredito estar de fato começando. Afinal, tudo tem seu começo, meio e fim, e se não começarmos, nunca conseguiremos.

The Beatles

Uma outra observação – “Here Comes The Sun” – Uma música marca muito determinadosmomentos da vida. Não sei por que, mas essa música dos Beatles surgiu como um marco para essa minha nova empreitada. Ouço-a e tiro inspiração para traçar o caminho até meu objetivo, e tenho certeza, que em breve, ouvirei ela em algum lugar de Londres, quem sabe em frente ao Big Ben, do alto da London Eye, ou na Leicester Square…
A letra da música não diz nada a respeito de viagem, planos, sonhos, etc. Mas o título, ahhh, esse sim me faz sentir “Aqui vem o Sol” como se Londres me chamasse para ver um nascer do sol diferente, mesmo que, sendo uma cidade cinzenta e nublada, ainda é a minha favorita!

Letra: Here Comes The Sun

The Beatles

Composição: George Harrison

Here comes the sun
Here comes the sun
And I say
It’s all right

Little darling
It’s been a long cold lonely winter
Little darling
It feels like years since it’s been here
Here comes the sun
Here comes the sun
And I say
It’s all right

Little darling
The smiles returning to the faces
Little darling
It seems like years since it’s been here
Here comes the sun
Here comes the sun
And I say
It’s all right

Sun, sun, sun, here it comes…
Sun, sun, sun, here it comes…
Sun, sun, sun, here it comes…
Sun, sun, sun, here it comes…
Sun, sun, sun, here it comes…

Little darling
I feel that ice is slowly melting
Little darling
It seems like years since it’s been clear
Here comes the sun
Here comes the sun
And I say
It’s all right
Here comes the sun
Here comes the sun
It’s all right
It’s all right

Publicado em Londres, Música, Planos | Deixe um comentário